A criança está nua: a exposição infantil que deveria incomodar

 Não falaremos de pedofilia, apesar desse assunto nefasto continuar sendo pauta de diversos debates entre juristas, psiquiatras, assistentes sociais, psicólogos, educadores e sociedade. Já falamos em outras oportunidades. A nudez aqui terá outra conotação que será percebida ao longo das próximas linhas. 


Meio jurídico custa a entender importância das cotas - por Zé paulo Caires

Em ação movida por um aprovado em concurso do Banco do Brasil e não convocado para assumir o cargo em razão da nomeação de cotistas, o juiz considerou que a política de cotas para os concursos públicos afrontaria a Constituição Federal no que se refere ao tratamento isonômico e igualitário com que deve o Estado tratar os cidadãos.



Gotham City - por Juliano Domingues da Silva

Corrupção, violência e criminalidade generalizadas dominam ruas e instituições governamentais. Assim é Gotham City. Se a descrição soa familiar, é sinal de que a mais famosa metrópole dos quadrinhos guarda muito de realidade


O poderoso chefão - por Alexandre Garcia

É um aviso ao poderoso chefão que vai chegar a sua hora. A ária termina com a frase “All`alba vinceró! Vinceró. Vinceró”.  Que quer dizer: “Ao romper da aurora vencerei! Vencerei. Vencerei! 

Financiamento de campanha e igualdade - por Débora Diniz

 povo da comunidade mandou representante anunciar que financiamento privado não é bom para a democracia, mas quando o advogado tentou defender tese ousada em tempo legítimo, o ministro Gilmar Mendes vociferou seu direito soberano à fala, “é porque sou ministro do Supremo, o advogado é advogado”.





O torcedor-cliente - por Mauro Cezar Pereira

O fanático que sofria na derrota para voltar no jogo seguinte sai de cena para dar espaço aquele que ainda irá ao Procon reclamar formalmente por ter pago pelo ingresso num dia em que o time perdeu.