SJDH e Prefeitura de Caruaru firmam parceria para reinserção de reeducandos no mercado de trabalho

Pelo menos 100 reeducandos em cumprimento de pena no regime aberto ou livramento condicional deverão ser contratados ainda no primeiro semestre deste ano para atuar na cidade de Caruaru, no Agreste do estado. As áreas de atuação são limpeza urbana, capinação e serviços gerais, entre outros. A iniciativa é fruto do convênio de empregabilidade firmado,  entre a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), por meio do Patronato Penitenciário, e a Prefeitura de Caruaru.

Para o secretário Pedro Eurico, a parceria é importante porque atua diretamente no processo de ressocialização e de diminuição dos índices de reincidência criminal em todo o estado. “A integração com os municípios é fundamental para que possamos avançar cada vez mais na reinserção positiva dessas pessoas na sociedade. O segredo é transformar o preconceito em oportunidade” acrescentou.

“A ação de combate à violência vai muito além do trabalho das Polícias nas ruas. Acreditamos que investindo nesse tipo de prática iremos transformar a vida de muitas pessoas, não só a dos reeducandos, beneficiados diretamente, mas da população em geral” destacou a prefeita Raquel Lira.

Dos mais de onze mil atendidos pelo órgão de execuções penais, pelo menos três mil estão exercendo alguma atividade profissional, seja por meio de convênios ou trabalhos formais e informais. O Patronato Penitenciário também mantém parceria com empresas privadas e outros municípios, como: Petrolina, Olinda, Recife, Jaboatão e Paulista, onde juntos empregam, atualmente, 315 reeducandos.

Também acompanharam o ato a secretária-executiva de Justiça e Promoção dos Direitos do Consumidor, Mariana Pontual, o superintendente do Patronato Penitenciário, Josafá Reis, e os secretários municipais da Mulher e de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Perpétua Dantas e Fernando Souza, respectivamente.