Prefeitura, vereadores e entidades participam de reunião do projeto de financiamento para obras em Caruaru

Prefeitura de Caruaru e a Caixa Econômica Federal realizaram mais um encontro para esclarecimento sobre o programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), para o qual a Prefeitura foi selecionada no mês de dezembro de 2017. A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, secretários municipais, vereadores e representantes de várias entidades da sociedade civil participaram da reunião.

Na ocasião, a superintendente regional da Caixa, Simone Benevides, apresentou o programa, as condições para os municípios que o adquirem e os benefícios gerados por ele. "O Finisa é uma linha de crédito voltada, exclusivamente, para investimentos em requalificação, construção, pavimentação e outros tipos de serviços de infraestrutura. O dinheiro não pode, por exemplo, ser usado para o pagamento de dívidas", explicou. 

“Foi muito importante esse esclarecimento sobre o Finisa. A gente entende como uma excelente oportunidade para a cidade, haja vista que a capacidade para investimentos com recursos próprios é quase nula. Caruaru não pode perder essa oportunidade, até porque esses recursos serão destinados a áreas de necessidade do nosso município”, comentou Pedro Miranda, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic). 

Para o empresário Manoel Santos, presidente do Movimento Polo Caruaru, a apresentação passou mais segurança sobre o projeto. “Agora a gente sabe que, além de o investimento gerar bem-estar à comunidade, tem também o aspecto do desenvolvimento, porque o projeto vai implicar na geração de mão de obra e no retorno à economia do município”, completou.

 Para ser contemplado no programa, o município precisa apresentar um projeto onde estejam definidos valores dos gastos, serviços e localidades beneficiadas. No documento entregue à Caixa pela Prefeitura Municipal, constam investimentos de R$ 11 milhões em pavimentação e recapeamento de vias do município; R$ 14 milhões na implementação do projeto urbanístico da Via Parque, que vai privilegiar bairros cortados pela via férrea; R$ 4,5 milhões com a requalificação do centro comercial da cidade; mais de R$ 13 milhões em drenagem de canais e córregos; R$ 15 milhões com infraestrutura para feiras e mercados públicos, dentre outros. No total, o projeto conta com R$ 83 milhões em obras. 

"Esse dinheiro, diretamente ligado a obras de infraestrutura, tem apoio e controle da Caixa e não vem num cheque em branco para ser gasto como quisermos. Acredito que, agora, pudemos esclarecer todas as dúvidas e contamos com a compreensão dos nossos vereadores para que esse projeto seja realidade em nosso município e as melhorias que tanto queremos cheguem à periferia de nossa cidade”, comentou a prefeita. 

Participaram da reunião os vereadores Lula Torres, Bruno Lambreta, Ricardo Liberato, Heleno Oscar, Tafarel, Edmilson do Salgado, Fagner Fernandes, Duda do Vassoural, Rozael do Divinópolis, Allison da Farmácia e Edjailson da Caruforró; representantes de entidades como OAB, Fiepe, Sebrae, Acic, Associações dos Sulanqueiros e dos Forrozeiros, Lions Clube, Movimento Polo Caruaru, entre outros; o vice-prefeito Rodrigo Pinheiro, o ex-governador João Lyra Neto e secretários municipais.