Em 2018, faça um trânsito mais humano

mil pessoas morrem em decorrência de acidentes de trânsito, no mundo. O Brasil aparece em 5º lugar no ranking mundial de mortes no trânsito. Medidas simples, como cuidar do outro e não infringir as regras do Código de Trânsito Brasileiro - CTB, podem colaborar para um tráfego mais seguro. Será que você faz a sua parte? Confira as dicas de um jornal de pernambuco que podem ser úteis para um trânsito mais humano.

1. Esqueça o celular
Todas as coisas que te fazem perder a atenção do volante podem ser muito perigosas. Enquanto dirige, procure focar na atividade, pois qualquer descuido pode ser fatal.

2. Respeite e não deixe de usar a faixa de pedestre
Pense que você também pode ser pedestre e certamente vai precisar usar a faixa. Coloque-se no lugar do outro e respeite. Ainda que o semáforo esteja fechado para os transeuntes ou não exista sinalização, se for possível, você pode parar.

3. Se beber, não dirija
Embora clássica, a frase precisa ser lembrada. A mistura, que não combina nada, ainda é recorrente e está entre as principais causas de acidentes e mortes no trânsito. Então, se for beber, faça um planejamento e não saia de casa dirigindo.


4. Use o cinto
O uso do cinto de segurança é imprescindível e obrigatório para todos que estão dentro do veículo, até mesmo para os caronas de trás. Em caso de acidentes, o equipamento pode salvar vidas.

5. Respeite o limite de velocidade
Os limites de velocidade existem para colaborar para com um trânsito mais seguro. Muitos acidentes acontecem porque alguns motoristas não respeitam os limites de velocidade local ou se arriscam em ultrapassagens perigosas.

6. Seja responsável, cuide de quem está do seu lado (dentro ou fora do carro)
Procure manter uma boa distância do carro à sua frente para que você tenha tempo de reagir em caso de imprevistos. Lembre-se do uso obrigatório dos faróis e procure sinalizar os contratempos durante as viagens para os amigos condutores.

7. Observe o seu veículo
Fazer revisão é essencial: tente sempre checar o nível de água e óleo, ver como está o estado dos pneus, a parte elétrica, como as luzes de freios, piscas, lanterna e painel, e olhar como anda o funcionamento dos freios, dos faróis e da suspensão. Tudo para não ter imprevistos.