Estudantes desenvolvem solução tecnológica para carregar dispositivos móveis

Estudantes que participam das aulas de tecnologia da informação oferecidas pelo Colégio Diocesano de Caruaru desenvolveram uma solução tecnológica para carregar dispositivos móveis em ambientes com grande movimentação de pessoas. O aparelho, denominado de totem, possui 12 entradas para dispositivos móveis, tendo cada uma quatro tipos de cabos diferentes (para se adequar a diversos tipos de aparelhos), e ainda uma smart TV com acesso à internet. O dispositivo foi apresentado ao público na última terça-feira (28), no Diotech, uma mostra de tecnologia do Colégio Diocesano de Caruaru.
O desenvolvimento do totem foi baseado no Movimento Maker, surgido em 2015 através da Maker Magazine, dos Estados Unidos, e que trabalha na resolução de problemas. Nas aulas de tecnologia da informação, os alunos receberam o desafio de pensar numa alternativa para carregar dispositivos móveis no colégio e foi aí que eles começaram a planejar a criação do totem. “Nossas aulas se propõem a aumentar o cognitivo dos estudantes na solução de problemas, o que estimula a inovação e leva o aluno a lidar com situações adversas no dia a dia, buscando sempre uma alternativa”, afirma o professor de tecnologia da informação Alexandre Freitas, formado em redes de computadores e mestrando em design de artefatos digitais.
Antes de criar o artefato final, os estudantes fizeram um protótipo. “A prototipação de baixa fidelidade fez com que os alunos pudessem encontrar os problemas antes mesmos que o modelo real fosse solucionado. Criamos um totem em tamanho real, estudamos o aparelho e só aí partimos para a confecção final do aparelho”, explica Alexandre.
O Diocesano oferece aulas de tecnologia da informação, uma vez por semana, em sua jornada ampliada, desde 2014. “Além do que nós vemos na sala de aula que é importante para os vestibulares, nós aprendemos, nas aulas de tecnologia da informação, conceitos básicos da elétrica e buscamos solucionar problemas do dia a dia. Essa nossa geração tem que tentar resolver os problemas da sociedade e foi muito gratificante participar desse projeto, que trouxe uma solução para carregar os dispositivos móveis”, analisa o estudante Gustavo Arruda, do 2º ano do ensino médio.

Assessoria de Imprensa do Colégio Diocesano de Caruaru
Iraê Pereira Mota