Náutico consegue desbloqueio na Justiça e paga parte dos salários de setembro aos atletas

Diretoria quitou 50% do valor referente a carteira de trabalho dos jogadores, além de uma folha em atraso da comissão técnica e funcionários
Os jogadores do Náutico iniciaram a semana do clássico contra Santa Cruz com dinheiro no bolso. Pelo menos, parte dele. Nesta segunda-feira, a diretoria alvirrubra pagou metade dos salários de setembro referente à carteira de trabalho aos atletas, além de uma folha em atraso com os funcionários, comissão técnica e atletas da base. O dinheiro veio de uma das cotas de televisionamento a que o clube tem direito, e que teve uma parte desbloqueada na Justiça do Trabalho, na última sexta-feira.
Foi esse bloqueio, por sinal, que impossibilitou o pagamento que estava previsto para ocorrer na quarta-feira da semana passada e que provocou uma reunião entre jogadores e diretoria dois dias depois, no centro de treinamento do clube, mudando a rotina de treino do time. Agora, a direção tenta liberar o restante da cota ainda bloqueada pela Justiça para deixar os salários em dia com os atletas.

Ainda está em aberto metade dos vencimentos da carteira de trabalho, além de todo o valor referente aos direitos de imagem referente a setembro. E que venceram no último dia 10.

A folha salarial do elenco de jogadores do Náutico atualmente gira em torno de R$ 420 mil, após passar por uma readequação para a disputa da Série B. No Campeonato Pernambucano e na Copa do Brasil, esse valor chegou na casa do R$ 1 milhão, o que resultou em constantes atrasos.

João de Andrade Neto /Superesportes