Com decisão do árbitro de vídeo, Sport e Salgueiro empatam na primeira final

 Informações da ESPN Brasil

Maior campeão da história do Campeonato Pernambucano, o Sport ficou perto de abrir vantagem para conquistar mais um título da competição. Com 1 a 0 no placar até os últimos segundos de jogo, o árbitro Washington da Silva marcou pênalti para o Salgueiro, que fez 1 a 1 na primeira partida do Estadual.

Além da primeira partida da final, o duelo também teve outra atração. Pela primeira vez no futebol brasileiro, um árbitro de vídeo esteve presente. O árbitro Perciles Bassols foi o responsável por administrar a nova tecnologia, que precisou ser acionada no último lance do jogo, quando o árbitro Washington da Silva marcou pênalti para o Salgueiro, e, após rever o lance, confirmou a infração, definindo o placar do duelo.

Depois de 11 jogos de seca, o atacante André voltou a marcar e ajudou a construir a vantagem do Sport. Em um primeiro tempo onde o Sport sobrou, o centroavante foi o responsável pelo tento anotado.

Na segunda etapa, o Salgueiro até acertou o travessão do goleiro Magrão, mas conseguiu empatar apenas no último minuto de jogo, após pênalti polêmico.

A partida de volta, no entanto, vai demorar para acontecer. O duelo que irá definir o campeão do Estadual acontece somente no dia 18 de junho, na casa do Salgueiro. Isso porque o Sport participa, a partir da próxima semana, de cinco competições simultâneas -Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana, Copa do Nordeste e Campeonato Pernambucano.

O jogo

Em um primeiro tempo com poucas oportunidades de gol, coube ao atacante André garantir o placar positivo para o Sport. A partida começou com o Sport com mais posse de bola e propondo mais o jogo, enquanto o Salgueiro apostava nos contra-ataques e jogava defensivamente.

Mesmo com o apoio da torcida e com maior posse de bola, o Sport encontrava dificuldades para construir as jogadas ofensivas. Quando conseguiu chegar com perigo, André finalizou perto do gol, mas o bandeirinha marcou posição de impedimento.

Depois de assustar em chute de Everton, o Sport conseguiu abrir o placar em uma jogada confusa. Rithely recebeu cruzamento da direita e cabeceou para a defesa de Mondragon. No rebote, André, quase em cima da linha de fundo, acertou chute cruzado e marcou um belo gol.

Após o gol, o Sport voltou a tocar a bola com calma no meio-campo. Até o final da primeira etapa, o árbitro de vídeo não precisou ser acionado. A partida voltou do intervalo e o Sport manteve o domínio apresentado no primeiro tempo.

Logo aos seis minutos, o time da casa ficou muito próximo do segundo gol. Em cobrança de escanteio, o capitão Durval se antecipou ao marcador e testou firme, mas viu o goleiro Mondragon realizar um verdadeiro milagre, salvando o Salgueiro.

Por conta do desgaste físico, o técnico Ney Franco promoveu duas substituições, promovendo a entrada de Raul Prata e Lenis e poupando os titulares Samuel Xavier e Everton Felipe. Adotando uma postura mais defensiva em campo, o Sport sofreu boas investidas do Salgueiro. A equipe interiorana chegou a acertar uma bola na trave, com Willian Lira soltando um foguete.

Perto do fim da partida, o Sport voltou a se lançar ao ataque e ficou perto de sair com 2 a 0 no placar. Após escanteio, a bola sobrou para Fábio, que deu bom lançamento para Durval cruzar para a área e Matheus Ferraz completar para o gol, no entanto, o bandeirinha já havia marcado posição irregular do zagueiro do Sport.

Com apenas dois segundos de jogo faltando para o fim da partida, o árbitro José Washington marcou penalidade máxima para o Salgueiro. No entanto, utilizou o recurso do árbitro de vídeo, capitaneado por Péricles Bassols, e, ao rever o lance em um monitor de TV, confirmou o pênalti. Na cobrança, Jean marcou o gol e empatou a partida em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA:
SPORT 1 X 1 SALGUEIRO

Local: Ilha do Retiro, em Pernambuco (PE)
Data: 07 de maio de 2017, domingo
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: José Washington da Silva
Assistentes: Marlon Rafael Gomes de Oliveira e Fabrício Leite Salles
Catões amarelos: Samuel Xavier, Rithely, Matheus Ferraz, Raul Prata e Rogério (Sport); Mondragon e Jean Carlos (Salgueiro)
GOLS:
SPORT: André aos 28 minutos do primeiro tempo
SALGUEIRO: Jean aos 50 do segundo tempo

SPORT: Magrão; Samuel Xavier (Raul Prata), Matheus Ferraz, Durval e Mena; Ronaldo, Fabrício, Rithely e Everton Felipe (Lenis); Rogério e André. Técnico: Ney Franco

SALGUEIRO: Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Luís Eduardo e Daniel Nazaré; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty e Valdeir; Álvaro e Willian Lira. Técnico: Evandro Guimarães