Lançamentos em DVD: maio de 2017 - por Allyson Rodrigues

 

A GRANDE MURALHA 2017 (1h 44min)

Direção: Yimou Zhang

Elenco: Matt Damon, Jing Tian, Pedro Pascal

Gêneros Aventura, Histórico, Fantasia

Nacionalidade EUA

No século XV, William (Matt Damon) e Tovar (Pedro Pascal) são dois mercenários em busca de “pó negro” (pólvora). Depois de escaparem do ataque de uma criatura misteriosa, eles se encontram, acidentalmente, aos pés da Grande Muralha. Lá, eles acabam aprisionados pelos guerreiros chineses, que estão na iminência de sofrerem um ataque. Reza a lenda que, a cada 60 anos, uma horda de monstros tenta transpassar a barreira, para se alimentar dos humanos que vivem do outro lado.

A Grande Muralha é daqueles filmes que apostam em um visual caprichado com cenas de ação grandiosas e explosões idem, mas esquece do principal: o roteiro que é raso e previsível. Quem gosta da receita não se decepcionará, mas quem tem um pouco de exigência pode passar longe. NOTA: 4,5

ATÉ O ÚLTIMO HOMEM 2017 (2h 20min)

Direção: Mel Gibson

Elenco: Andrew Garfield, Vince Vaughn, Teresa Palmer

Gêneros Drama, Guerra, Biografia

Nacionalidades Austrália, EUA

Durante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss (Abdrew Garfield) se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a Batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.

Apesar do ótimo trabalho de Mel Gibson na direção, Até o Último Homem não vai além de um filme quadradinho com uma história edificante que tem lá seus momentos e ganha pontos por ser baseado em fatos reais. Com um elenco carismático, a produção ganha pontos e vale uma espiada. NOTA:8,0

CAPITÃO FANTÁSTICO 2016 (1h 58min)

Direção: Matt Ross

Elenco: Viggo Mortensen, Frank Langella, George MacKay

Gênero Comédia dramática

Nacionalidade EUA

Ben (Viggo Mortensen) tem seis filhos com quem vive longe da civilização, no meio da floresta, numa rígida rotina de aventuras. As crianças lutam, escalam, leem obras clássicas, debatem, caçam e praticam duros exercícios, tendo a autossuficiência sempre como palavra de ordem. Certo dia um triste acontecimento leva a família a deixar o isolamento e o reencontro com parentes distantes traz à tona velhos conflito

Tá aí um daqueles filmes raros no cinema hoje em dia, daqueles que nos faz pensar e refletir sobre o mundo em nossa voltar sem ser chato e pretensioso. Emociona na hora de emocionar e traz a tona certas questões capazes de provocar discussões acaloradas. Simplesmente demais. NOTA:10

A CRIADA 2017 (2h 31min)

Direção: Park Chan-Wook

Elenco: Kim Min-Hee, Kim Tae-Ri, Ha Jung-Woo

Gêneros Drama, Romance, Suspense

Nacionalidade Coréia Do Sul

Coreia do Sul, anos 1930. Durante a ocupação japonesa, a jovem Sookee (Kim Tae-ri) é contratada para trabalhar para uma herdeira nipônica, Hideko (Kim Min-Hee), que leva uma vida isolada ao lado do tio autoritário. Só que Sookee guarda um segredo: ela e um vigarista planejam desposar a herdeira, roubar sua fortuna e trancafiá-la em um sanatório. Tudo corre bem com o plano, até que Sookee aos poucos começa a compreender as motivações de Hideko.

Quem é fã da trilogia de vingança dirigida pelo cineasta coreano Park Chan-Wook irá se surpreender com algumas cenas eróticas contidas nesta produção. Afinal, o tema sempre ficou apenas sugerido em seus filmes anteriores. Mas as cenas em questão não são nadas gratuitas, elas fazem parte de um contexto dentro um jogo com grandes reviravoltas que lembra muito as produções de Quentin Tarantino. É de ficar grudado na tela já que cada detalhe é importante para compreensão da trama. NOTA:9,0

CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS 2017 (1h 58min)

Direção: James Foley

Elenco: Dakota Johnson, Jamie Dornan, Bella Heathcote mais

Gêneros Romance, Drama, Erótico

Nacionalidade EUA

Incomodada com os hábitos e atitudes de Christian Grey (Jamie Dornan), Anastasia (Dakota Johnson) decide terminar o relacionamento e focar no desenvolvimento de sua carreira. Ele, no entanto, não desiste tão fácil e fica sempre ao seu encalço, insistindo que aceita as regras dela. Tal cortejo acaba funcionando e ela reinicia o relacionamento com o jovem milionário, sendo que, aos poucos, passa a compreender melhor os jogos sexuais que ele tanto aprecia.

Se o primeiro já não era grande coisa e frustrou muita gente sem cenas de sexo quentes, essa sequencia não é muito diferente. Embora deixe o clima de romance aposte no trilher, esta continuação segue sendo bastante comportada para um protagonista sadomasoquista. NOTA:4,0