Lançamentos em DVD: abril de 2017, parte 2 - por Allyson Rodrigues

 

ANIMAIS NOTURNOS 2016 (1h 57min)

Direção: Tom Ford

Elenco: Amy Adams, Jake Gyllenhaal, Michael Shannon mais

Gêneros Drama, Suspense

Nacionalidade EUA

Susan (Amy Adams) é uma negociante de arte que se sente cada vez mais isolada do parceiro (Armie Hammer). Um dia, ela recebe um manuscrito de autoria de Edward (Jake Gylenhaal), seu primeiro marido. Por sua vez, o trágico livro acompanha o personagem Tony Hastings, um homem que leva sua esposa (Isla Fisher) e filha (Ellie Bamber) para tirar férias, mas o passeio toma um rumo violento ao cruzar o caminho de uma gangue. Durante a tensa leitura, Susan pensa sobre as razões de ter recebido o texto, descobre verdades dolorosas sobre si mesma e relembra traumas de seu relacionamento fracassado.

O estilista Tom Ford já havia chamado atenção da critica em seu primeiro longa Direito de Amar (2009). Animais Noturnos reforça seu talento que conta uma história dentro da história equilibrando e mesclando gêneros como drama, suspense e vingança dentro da mesma produção. Tudo isso amparado num elenco brilhante. NOTA: 9,0 

MOONLIGHT – SOB A LUZ DO LUAR 2017 (1h 51min)

Direção: Barry Jenkins

Elenco: Alex R. Hibbert, Ashton Sanders, Trevante Rhodes

Gênero: Drama

Nacionalidade: EUA

 Três momentos da vida de Chiron, um jovem negro morador de uma comunidade pobre de Miami. Do bullying na infância, passando pela crise de identidade da adolescência e a tentação do universo do crime e das drogas, este é um poético estudo de personagem.

A jornada de Chiron o leva da delicadeza à brutalidade da idade madura, mostrando como crianças as vezes são vítimas do meio em que vive. Não há grandes momentos de ação da produção, com diálogos eficientes o filme é um registro social urgente baseado em verdades perturbadoras. NOTA: 8,0

ELLE 2016 (2h 10min)

Direção: Paul Verhoeven

Elenco: Isabelle Huppert, Laurent Lafitte, Anne Consigny mais

Gênero Suspense

Michèle (Isabelle Huppert) é a executiva-chefe de uma empresa de videogames, a qual administra do mesmo jeito que administra sua vida amorosa e sentimental: com mão de ferro, organizando tudo de maneira precisa e ordenada. Sua rotina é quebrada quando ela é atacada por um desconhecido, dentro de sua própria casa. No entanto, ela decide não deixar que isso a abale. O problema é que o agressor misterioso ainda não desistiu dela.

Estuprada na primeira cena, a personagem vivida por Isabelle Huppert não se deixa abalar. Ao invés de procurar a policia, Michèle continua vivendo normalmente, afinal ela já passou por coisa pior em sua vida. E é esse personagem instigante que o diretor Paul Verhoven descasca ao longo de pouco mais de duas horas produção, tempo suficiente para o desenvolvimento da personagem principal e outros tantos secundários, mas não menos interessantes. NOTA: 8,0

ROGUE ONE – UMA HISTÓRIA STAR WARS 2016 (2h 14min)

Direção: Gareth Edwards (II)

Elenco: Felicity Jones, Diego Luna, Ben Mendelsohn

Gêneros Ficção científica, Aventura, Ação

Nacionalidade EUA

Ainda criança, Jyn Erso (Felicity Jones) foi afastada de seu pai, Galen (Mads Mikkelsen), devido à exigência do diretor Krennic (Ben Mendelsohn) que ele trabalhasse na construção da Estrela da Morte. Criada por Saw Gerrera (Forest Whitaker), ela teve que aprender a sobreviver por conta própria. Já adulta, Jyn é resgatada da prisão pela Aliança Rebelde, que deseja ter acesso a uma mensagem enviada por seu pai a Gerrera. Com a promessa de liberdade ao término da missão, ela aceita trabalhar ao lado do capitão Cassian Andor (Diego Luna) e do robô K-2SO.

Incrível a habilidade dos produtores de Star Wars em aproveitar brechas no roteiro e criar novas e interessantes aventuras. Rogue One aproveita uma citação nos créditos iniciais do Star Wars: Episódio IV e desenvolve um filme coeso que acabaagradando aos fãs e também aqueles que não curtem muito a série. NOTA:8,0